A importância do obstetra na gravidez

A importância do obstetra na gravidez

O obstetra na gravidez é uma das peças mais fundamentais para o seu correto acompanhamento. Classicamente tem sido chamado obstetra especialista em obstetrícia e ginecologia e cuja função tem sido atribuída ao controle da gravidez. Ele monitora e trata problemas de saúde que possam surgir tanto na mãe quanto na criança.

Quando uma mulher descobre que está grávida, a sua gravidez deve ser acompanhada prioritariamente, onde o médico de família será informado e para onde ele por sua vez fará o encaminhamento a matrona. Desta forma, todos os exames e ultrassom serão formalizados através do obstetra.

Diferenças entre um obstetra e uma parteira durante a gravidez

A parteira e o obstetra São dois profissionais que regem um acompanhamento da saúde da gestante. Eles têm que trabalhar de forma coordenada para conseguir que a gravidez seja resolvida com total garantia, identificar se há gravidez de risco e realizar um pequeno acompanhamento pós-parto em todas as gestações.

A matrona

A parteira acompanha a gravidez desde o primeiro dia em que ela é registrada. Oferecerá as melhores orientações para substituir um parto, como deve ser a amamentação e os cuidados que o recém-nascido precisa. Durante a gravidez, ele controlará o peso da gestante, medirá a pressão arterial e outras variáveis. ficará a cargo de solicitar todos os exames analíticos e ultrassonografias de rotina, e se algo não estiver correto, ele vai te encaminhar para o obstetra.

A importância do obstetra na gravidez

O obstetra realiza os controles de ultrassom necessários. Faz uma avaliação de como é regida a sua evolução e decide se é necessário mais acompanhamento. Nessas ultrassonografias, eles vão analisar se o bebê está crescendo normalmente e se a mãe não compensa algum contratempo, como uma possível anemia ou infecção.

  • Geralmente, as gestações se desenvolvem normalmente. O obstetra é quem torna possível avaliar se é necessário mais controle ou mais acompanhamento, pois infelizmente existem gestações com algum tipo de risco.
  • A primeira visita será formalizada por volta da semana 12, onde esta avaliação é feita com todos os seus fatores.
  • Será realizada a primeira ultrassonografia e as subsequentes,  sendo primeiro o transvaginal. É feito um controle dos números de gestações anteriores e quando a data da última regra é confirmada.

História clínica e exames

O obstetra também criará seu próprio história clínica da gestante. Você tem que fazer uma série de perguntas que têm a ver com o histórico da mulher. É importante saber se já houve abortos anteriores, se tem alguma intervenção cirúrgica, alguma doença, alergia ou hábitos de vida que devam ser destacados.

A cada consulta será feito um controle de pressão arterial, peso e todos os controles pré-natais:

  • Um exame de sangue durante o primeiro trimestre. O número de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas será analisado. É fundamental saber como está a glicemia, se há hepatite B ou C, o teste para toxoplasmose, rubéola, HIV e o número de anticorpos.
  • Ultrassonografia do primeiro trimestre. Este ultrassom é feito no gravidez semana 12 e onde é feito o registro de suas medidas, para saber se coincide com os cálculos indicados no momento da gravidez. Também será observado se há algum tipo de anomalia e o prega nucal.
  • ultrassom intravaginal é importante realizá-lo na primeira consulta, pois serve para verificar se a gravidez está sendo formalizada dentro da cavidade uterina. É de vital importância esclarecer que não há gravidez ectópica ou uma gravidez anembrionária.
  • A triagem tripla. Nessa avaliação, será feito um exame de sangue para comparar as três substâncias produzidas pela placenta e pelo embrião: estriol livre, gonadotrofina coriônica e alfa-fetoproteína. Este teste detectará se há possíveis anormalidades cromossômicas.

graças a ginecologista ou obstetra pode ser rastreado a evolução da gravidez. A parteira também fará seu próprio acompanhamento onde registrará todas as consultas e exames através de o Cartão da Gravidez. Esta cartilha registra praticamente toda a gestação, desde o peso da mãe até os exames de ultrassom.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.