Como obter a gravidez de baixo risco?

Gravidez de baixo risco

Un risco de gravidez é determinado por um especialista quando ele observa que está usando colocar em risco a saúde ou a vida do bebê ou da mãe. Se você é uma mulher trabalhadora e percebe que seu cargo é prejudicial, mostraremos como obter o Gravidez de baixo risco.

Por outro lado, a gravidez de risco também é determinada medida que a gravidez avança. No início pode desenvolver-se normalmente, mas com o passar dos meses torna-se mais complicado devido a várias circunstâncias.

Quais são os fatores de risco mais comuns?

A razão pode ser dada algum tipo de condição de saúde existente, como pressão alta, diabetes ou outra complicação relacionada a uma doença ou problema de saúde.

  • Cuando existe um parto com vários fetos múltiplos, pois assistir a um parto múltiplo pode trazer mais complicações, como pré-eclâmpsia ou parto prematuro.
  • Quando as mulheres são muito jovens ou têm idade avançada, pois pode haver a possibilidade de pré-eclâmpsia ou pressão alta.
  • Outros motivos podem existir no ambiente de trabalho, quando Existem fatores que podem colocar em risco a saúde do bebê. Por exemplo, vibrações, temperaturas baixas ou altas, ruído excessivo ou radiação ionizante ou não ionizante.

Perante tais exemplos, ou quando suspeitar que a gravidez está em perigo, deve ir ao médico para solicitar uma avaliação. Estresse, exaustão, ritmo de trabalho ou outras doenças também podem ser motivos suficientes. Se os motivos forem claros, eles podem ser encaminhados ao médico ou ginecologista para processa-se uma alta por risco na gravidez.

Gravidez de baixo risco

Como obter a gravidez de baixo risco?

Existem duas maneiras de fazer isso, dependendo se você trabalha para uma empresa ou é autônomo, mas as etapas são semelhantes. Quando você trabalha para uma empresa e não consegue adaptar o estado de gestação com o ambiente, então você tem que Para fazer uma avaliação.

Por Artigo 26º da Lei 31/1995, de 8 de Novembro, sobre a prevenção de Riscos Laborais reconhece que as mulheres grávidas e trabalhadoras têm o direito de solicitar uma mudança no seu cargo ou uma suspensão temporária do contrato, pois pode colocar em risco a gravidez ou quando a mãe está amamentando até o bebê completar 9 meses.

Para processar a alta, você deve ir ao centro médico e marque uma consulta com seu médico para fazer uma avaliação e provar o seu incapacidade temporária.

Depois de ter dito relatório, você deve levá-lo para o Departamento de Recursos Humanos da sua empresa. Este departamento fará outro relatório com todas as atividades que são realizadas no trabalho e que podem afetar a gravidez.

Quando você tiver o relatório, será marcada uma consulta no escritório do Segurança social ou na mútua que trabalha com a empresa onde você trabalha. Serão entregues os seguintes documentos:


  • O relatório médico assinado afirmando que há risco para a gravidez.
  • O outro relatório do Departamento de Recursos Humanos detalhando todos os fatores de risco do seu trabalho.
  • Um formulário de inscrição preenchido.
  • Uma cópia da identidade.
  • O recibo do pagamento da quota de trabalhador por conta própria, no caso de trabalhador por conta própria.

A resposta à disposição da referida incapacidade temporária será respondido em até 30 dias. No entanto, o direito ao recebimento do referido benefício conta-se a partir do dia da suspensão do contrato de trabalho ou da licença por risco durante a gravidez. Terminará no dia em que ocorrer a entrega ou no início do benefício de maternidade, ou quando retornar ao trabalho.

Gravidez de baixo risco

Todas as mulheres trabalhadoras e em período de gestação podem requerer o referido afastamento do trabalho independentemente da antiguidade do cargo. Também não há um período mínimo de contribuição exigido para poder solicitá-lo. Sem dúvida, esses são seus direitos.

Que salário recebe quando está afastada do trabalho devido a uma gravidez de risco?

Todas as licenças médicas ou quando houver acidente de trabalho envolve redução de salário. O percentual aplicado dependerá da empresa e do acordo coletivo. Na maioria dos casos, tais circunstâncias existem.

  • Durante os primeiros 3 dias, o salário não será recebido.
  • Entre os dias 4 e 21, serão obtidos 60% da base regulatória.
  • A partir do dia 22, a folha de pagamento será de 75% da base regulatória.

A empresa tem a obrigação de continuar pagando a contribuição previdenciária em seu nome, uma vez que este imposto não está incluído na base salarial. No entanto, você não pode ser demitido por tal situação. nem forçá-lo a renunciar a tal cancelamento. É importante reconhecer que você está exposto a uma situação perigosa e deve reconhecer que é para o bem da saúde da mãe e do bebê.


Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.